Com a volta ou aumento das práticas físicas, é muito importante a comunicação entre o profissional de educação física com o fisioterapeuta quiropráxico.

Quem é clínico como eu, tem percebido que o corpo físico e mental dos nossos pacientes estão diferentes. Nosso corpo está todo conectado através das fáscias e do Sistema Nervoso, por isso o causador de uma dor ou compensação, pode estar distante da região referida.

Por exemplo, é muito comum pacientes com dor lombar, encontramos uma subluxação primária na cervical alta; ou uma dor no joelho ser devido uma fraqueza dos músculos do quadril.

Essas informações quando passadas e continuadas pelo treinador, teremos resultados ainda satisfatórios.

Essa é a visão Mobility

“Mobilize para movimentar-se melhor, movimente-se para nunca mais parar” Wellington Loura